6 Dicas de Andy Grove do livro Avalie o que importa sobre Gestão de OKR.

Atualizado: Fev 4

Se você está implantando ou usando OKRs em sua empresa, vejas as 6 dicas de Andy Grove que estão no livro Avalie o que importa escrito por Jonh Doers.

Dicas de Gerenciamento de OKR

Dica 1 | Menos é mais.

Alguns poucos objetivos extremamente bem escolhidos, transmitem uma mensagem clara ao que dizemos "sim" e ao que dizemos "não". Um limite de 3 a 5 OKRs por ciclo leva empresas, equipes e indivíduos a escolherem o que mais importa.


Dica 2 | Defina metas de baixo para cima.

Para promover o engajamento, as equipes e os indivíduos devem ser incentivados a criar aproximadamente metade de seus próprios OKRs, em consulta com os gerentes. Quando todas as metas são estabelecidas de cima para baixo, há uma corrosão na motivação..


Dica 3 | Sem improvisações

Os OKRs são um contrato social cooperativo para estabelecer prioridades e definir como o progresso será medido. Mesmo depois de os objetivos da empresa estarem fechados ao debate, seus resultados-chave continuam sendo negociados. O compromisso coletivo é essencial para o alcance máximo de metas.


Dica 4 | Ouse falhar

A produção será maior, quando todos lutarem por um nível de conquista além de seu alcance imediato... Essa definição de metas é extremamente importante se o que você quer é o desempenho máximo de si mesmo e de seus subordinados. Embora certos objetivos operacionais devam ser cumpridos na íntegra, ok OKRs determinados deve ser desconfortáveis e possivelmente inatingíveis. Metas Excepcionais, levam as organizações a novos patamares.


Dica 5 | Uma ferramenta, não uma arma.

O sistema OKR tem objetivo de acompanhar uma pessoa a fim de colocar um cronometro na mão dela, para que assim ela possa avaliar seu próprio desempenho. Não é um documento jurídico sobre o qual uma análise de desempenho deve se basear. Para incentivar a tomada de riscos e evitar o tratamento injusto, os OKRs e os bônus devem ser mantidos separados.


Dica 6 | Seja paciente, seja resoluto.

Todo processo exige tentativa e erro. Uma organização pode precisar de até quatro ou cinco ciclos trimestrais para adotar completamente o sistema, e até mais do que isso para desenvolver uma estrutura de base resistente e madura.


#okr #performance

46 visualizações0 comentário